15 agosto 2013

o amor é feito de pequenos nadas


faltaste-me,
uma falta que desce do céu como milagre,
repondo a ordem na terra.
ontem mudei de morada,
o meu lugar és todo tu.

quero fazer das nuvens as nossas cadeiras.
uma defronte da outra.
copos cheios,
o meu corpo vazio, agora apenas, porque espera a noite.