27 maio 2014

insónia #61 (os sonhos são em redondo. Volto sempre a ti)


quero escrever-te. Dizer-te todo, só com as minhas mãos.